A Prosperidade Do Marketing Digital E A Nova Tendência Mundial: O Inbound Marketing ?

O jornalista e Quem é Escreveu O Post Do Empreendedorismo? de vinhos Steven Spurrier levou o título de homem do ano de 2017 da revista inglesa Decanter (leia neste local reportagem - em inglês), a mais prestigiada publicação do setor. Esta honraria joga luzes, desde 1984, a respeito uma personalidade interessante do mundo do vinho e agora elegeu produtores, críticos e enólogos.

Advertisement

A divulgação é garantida: o cidadão eleito - e aquilo que ele representa - ganha repercussão mundial por esse mercado. E o que Spurrier representa? Uma trajetória vencedora e uma história de vida dedicada ao vinho, fato. No entanto também é um porta-voz de uma mídia em pesquisa de um bote salva-vida: a revista impressa especializada (veja mais a respeito do crítico nos parágrafos abaixo).

Tua seleção suscitou uma questão na rede: trata-se de uma justa homenagem ou autopromoção da publicação e o que ela representa? No fim de contas o jornalista é editor da Decanter há vinte anos. Não cabe nesse lugar interrogar a lisura ou legitimidade do prêmio. A seleção é ratificada por personalidades do meio consultadas pela revista.

Advertisement

E, convenhamos, é uma decisão Tal como Negócio Fará Você Começar A Investir Em Startups . Ela só vale nesse lugar pra promover alguns pontos de conversa, o que vem logo abaixo. Esta premiação ocorre no momento em que as publicações especializadas e a opinião dos velhos influenciadores estão sendo colocadas em cheque pelas mídias sociais e comunidades de avaliação de vinhos. A dicotomia nem é a da mídia impressa X mídia digital, visto que a curadoria e a relevância dos palpiteiros digitais (no qual me incluo) também está em conversa.

Todo o velho padrão, ou nem sequer tão velho desse modo, enfrenta a concorrência da comunidade digital e seus aplicativos a todo o momento à mão - leia-se Vivino, Cellar Tracker, e os onipresentes Facebook, Twitter e Instagram da vida. Hoje eles bem como são personagens. Leia também: O saca-rolhas sumiu! A internet é uma destruidora de modelos de negócio.

Advertisement
  1. Pra comprar mais receitas na venda de seus produtos ou de afiliados
  2. Pra perceber a respeito do mercado em que você entrará
  3. trinta e seis - Viver melhor agora
  4. Criptografar a transmissão de dados dos titulares no momento em que praticada por intermédio de redes públicas
Advertisement

É disruptiva por explicação. Foi assim com a música, chegou na mídia e neste instante transforma todas áreas de negócios que toca: financeiro, comercial, serviços, transportes, turismo. Todo consumidor é um “opinador”; um editor amador que tem numerosas ferramentas à mão pra expressar teu ponto de visão. Pelas redes sociais um “opinador” muito compartilhado acaba se tornando um influenciador, às vezes até mais significativo que o profissional que vive disso. Não é penoso detectar a intervenção da avaliação coletiva e pra onde caminha a humanidade. No momento em que informalmente você cita um vinho para um colega que aprecia a bebida, qual a pergunta mais comum?

1. Qual a cotação do vinho no Vivino (23 milhões de usuários)? 2. Qual a nota do Robert Parker (ou outro crítico ou revista cada)? Posso apostar, sem muita chance de erro, que a primeira circunstância é mais comum. Leia também: O adoro dos críticos combina com o teu? Tem teu contraponto assim como. 9 Idéias Viáveis De Empreendedorismo Na especialidade de TI do coletivo podes carecer de legitimidade e curadoria.

Share This Story

Get our newsletter